Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FRAGMENTOS POÉTICOS

FRAGMENTOS POÉTICOS

SOU TUDO E NADA

SOU TUDO E NADA 

 

Sei que aqui sou tudo que atesta o vazio 

E o vazio me atesta de tudo e de nada 

Sem que o nada perca o valor ou o brio 

Ou que o tudo seja luz de doce fada 

 

 

Apenas a chuva neste desafio 

É agora o tudo que enche a madrugada 

E o nada sou eu, que num sonho vadio,  

Escuto-lhe a batida na porta fechada 

 

 

Já nada não sou, que esta chuva me inunda 

Enquanto se afunda na terra profunda 

E a noite me bebe os silêncios sofridos  

 

 

E tudo, não sou, que me faltam olhares 

Faltam-me os odores que nestes lugares 

Havia nos frutos que estavam escondidos 

 

 

 

MEA

5/03/2021

 

 

5 comentários

Comentar post